Mão de ferro reina entre trabalheadores e vereadores na Namaacha, província de Maputo, sobre as restituições.

Embora o município tenha começado a pagar a dívida, alguns funcionários vão ao local de trabalho simplesmente para assinar o boletim de trabalho e exigir o pagamento dos quatro meses restantes.

O governador provincial Júlio Parruque, que acompanhou a situação, pediu calma aos trabalhadores e enfatizou que tudo será feito para pagar os seus salários.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui